O melhor do Misfits

O Misfits é a verdadeira definição de banda cult, e estão retornando com a vocalista original, algo que não acontecia desde 1983. Os pioneiros do horror-punk tiveram muito pouco reconhecimento durante sua existência entre as décadas de 70 e 80, mas começou a crescer em influencia quando suas músicas começaram a virar covers de muitos artistas. E por isso resolvi fazer essa lista, para quem não conhece o Misfits, conhecer aquelas que são as melhores músicas deles pra mim. Hoje a marca da banda vale milhões, apesar das eternas brigas entre seus principais membros, como o cantor Glenn Danzig, o baixista Jerry Only e o guitarrista Doyle Wolfgang von Frankenstein. E apesar das brigas, o legado dos Misftis vai além e se torna imortal.

“Teenagers From Mars”

Álbum: “Horror Business” single (1979)

Essa música é a prova de que o Misfits não precisam tocar a toda velocidade para obter resultados, “Teenagers From Mars” (do single “Horror Business” de 1979), é presa em groove que gruda na cabeça e mostrando que adolescentes são problemas em qualquer planeta (“Teenagers from Mars … and we don’t care!”).

“Halloween”

Albúm: “Halloween” single (1981)
Aqui temos Glenn Danzig brincando com as letras baseadas em filmes, e todos nós assumimos que seja o clássico filme de horror de 1978: “Halloween”, mas se reparar na letra não há qualquer referencia a Michael Myers.

“She”

Álbum: ‘Legacy of Brutality’ (1985)
Um clássico de 1985 escondido dentro da compilação Legacy of Brutality, “She” mostra Glenn Danzig em sua forma, e o guitarrista Franche Coma tocando muito bem.

“Horror Business”

Álbum: “Horror Business” single (1979)
Aqui vemos uma clara influência dos Ramones na música dos Misfits, e neste caso Glenn Danzig chega até a tentar copiar o tom do Joey Ramone.

“Die, Die My Darling”

Álbum: “Die, Die My Darling” single (1984)

Outra carta romântica para a morte, “Die, Die My Darling” surgiu em 1984, meses após a separação da banda. A música é baseada em um filme inglês chamado Fanatic, e é um clássico que já ganhou inúmeras versões.

“Hollywood Babylon”

Álbum: ‘Static Age’ (1997)

Usando o nome homonimo do livro de Kenneth Anger, surgiu essa música hipnótica, que quebra um poucos os parametros do punk rock tradicional.

“Green Hell”

Álbum: ‘Earth A.D. / Wolf’s Blood’ (1983)

Mais uma que o Metallica fez famosa, “Green Hell” apareceu originalmente no segundo disco deles, o Earth A.D. / Wolf’s Blood. E é inspirado em um clássico filme dos anos 40, que conta uma aventura em busca de um tesouro Inca.

“Where Eagles Dare”

Álbum: ‘Legacy of Brutality’ (1985)

Tanto o Iron Maiden quanto o Misfits escreveram músicas inspiradas no épico clássico da Segunda Guerra Mundial, Where Eagles Dare, filme com Richard Burton e Clint Eastwood, mas enquanto um exaltou o heroismo do script, o outro foi pro lado da prostituição, Sado e doenças venéreas.

“Last Caress”

Álbum: ‘Static Age’ (1997)

“Last Caress” é uma das músicas mais legais dos Misfits, só mesmo o Glenn Danzig para fazer ameaças contra bebes inocentes e mães com tanto romance.

“Attitude”

Álbum: “Bullet” single (1978)

“Attitude” é uma das primeiras músicas do Misfits em 1977, e deveria ter aparecido no disco de lançamento lançamento deles. Mas foi lançado em uma das 4 músicas do single “Bullet”, lançado de maneira independente em 1978. Anos depois, essa música ganhou uma cover pelo Guns N’ Roses no The Spaghetti Incident? 

Ou seja, meus amigos, Misfits é cheio de clássicos e de atitude e vale a pena dar uma olhada na discografia deles.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s